Sabiam que os primeiros Photobooths surgiram nos anos 20?


Pois é, na altura os múltiplos retratos instantâneos sem a presença de um fotógrafo começaram a fazer furor nos Estados Unidos e na França e a partir daí espalharam-se por todo o mundo.

As fotografias sequenciais permitiam brincar com a identidade e com o factor surpresa e foram vários os artistas que se apropriaram deste efeito de produção em série.
Um desses casos foi Andy Warhol que realizou o seu primeiro Photobooth quando quis retratar a coleccionadora de arte Ethel Scull “36 vezes” ;)Depois disto instalou no seu estúdio uma caixa de fotografias por onde passavam, na altura, os mais importantes nomes da vanguarda artística de Nova Iorque, o que lhe permitiu experimentar séries de retratos com várias celebridades, entre elas Marilyn Monroe.

Hoje em dia este tipo de fotografias chegou aos eventos corporativos e festas particulares, registando momentos hilariantes e que todos partilham nas redes sociais e guardam com carinho de um dia feliz.

É curioso não é?

:: Créditos via Google: Quadro “Ethel Scull 36 Times” de Andy Wahrol
Etiquetas:

Veja também...

DEIXE UM COMENTÁRIO

NEWSLETTER

A festa está no vosso e-mail! Subscrevam para receberem inspiração, novidades e descontos!

O QUE FAZEMOS?

CHAPÉU DE PAPEL

CHAPÉU DE PAPEL

Ao contrário do que possam pensar, não são festas, porque essas são vocês que as fazem! Nós começámos por decorá-las, mas hoje na Chapéu de Papel dedicamo-nos a criar quadros tridimensionais personalizados para oferecerem em qualquer ocasião especial. Para a primeira visita a um recém nascido, para um baptizado ou para um aniversário. Já espreitaram a nossa galeria?

SIGA-NOS

Posts mais Populares